You are currently browsing the category archive for the ‘Índia’ category.

Minha experiência espiritual e de baladas na Índia – Parte 2

Goa foi mágico!

Caos na India

Chegar como na cidade que comparada ao que seria  Feria de Santana na Bahia.. Horrível, central e caos!  Abrimos guia e rapidamente, sem  pensar, e pegamos um tutu ou rickshow para Anjuna. É a mais famosa das praias de Goa. Anjuna é uma vila e também chamado de capital hippie do estado de Goa. Ele está localizado 18 km no norte do Panaji.

Ao chegarmos lá, descobrimos que escolhemos “Trancoso”, ainda no paralelo com a Bahia! Nada mal! Outra surpresa a beira mar, ouvimos uma festa Rave rolando! Perfeito!?

Anjuna

Escolhemos uma pousada simples, perto da praia de vários points. Tomamos café da manhã, a essa altura já não tínhamos mais frescura! Escolhemos o Zoori, num penhasco a beira mar… Iogurte, granola , mel, sucos, pães,.. estava delicioso…Ficamos clientes diárias. COnhcemos o dono e sua turma Israelense, Muito bacanas, cantavam MPB e falavam português! Depois de alguns anos encontrei o Zori numa praia em Tel Aviv por acaso! O mundo é realmente pequeno!

Descemos até a praia, e … Festa Rave! Loucura total!! Uma falesia a beira mar, com indianos chocados, com suas vacas sagradas passando no meio gringos loucos que as “abusavam”!

Era a festa diurna de encerramento da temporada!

Após sacudir o esqueleto um pouco fomos para o mar morno e à areia branca da praia! Divino! Outro fato engraçado foi ver a cara dos indianos com o topless das européias! (Achei meio desreipeito com a tradição local! Afinal as indianas vão de roupa para a praia).

Enquanto andávamos pela praia uma pessoa nos abordou com oflhetos dizendo que Jesus era a salvação! Achei engraçado! Pois achei que iria encontrar Shiva e Buddha na India! (tenho o folheto até hoje!)

A noite, Cafe De Paradiso festa rave de trance, até o nascer do sol. Gente basicamente dos 5 continentes.

Clubes de Goa são famosos Club Mahindra Goa, 9-Bar Club Goa, Goa Club Tito, Prim Rose Goa Club, Café Mambo.

Nine bar ou 9 Bar, em Baga

Nine Bar,restaurante, bar,  discoteca, aberta das cinco às dez horas da noite com música trance incrível! Esculpida em uma falésia na praia de Vagator, espaço ao ar livre, psytrance. A melhor noite para ir é em uma noite de quarta-feira, após dias de mercado (melhor mercado hippie!demais!) em Anjuna. Lugar incrível!!!!

Indiano Maluco

Não perca o famoso flea market na quarta. O dia começa cedo! O mercado se realiza na praia de Anjuna, que e uma mistura de hippies com hindus. Mil coisas indianas, e hippie bacanas!!! CDs, camisetas, calças, brincos, bolsas, colares, cangas…. tudoo!!

Mais outros clubes de Goa são Club Cubana Goa, Paradiso em Anjuna Goa Club, Pharo’s Den Goa Club, Club Blue Goa Club, Party Zone Goa Club, Em Goa Rocks Club, Red Kennilworth Beach Resort, Aqua, Leela Goa, ozônio, Goa Marriott Resort , Goa e Goa Ice Cube Margarita Club.
As drogas rolam soltas em Goa! Haxixie, e coisas mais pesadas…

Vagator é no mesmo esilo hippie.

Eu estava chegando na praia e fotografando quando um ser estranho me aborta perguntando, “are you italian? Are you on vacation?” E eu estava tão entretida com minha nova Nikon, que nem respondi. Foi quando ele dispara: “Está se achando com essa máquina de plástico! Isso não é nada. Você vem para a India e acha que pode despresar as pessoas!” Nossa! Eu choquei! Pedi desculpas e disse que estava encantanda com o visual, foto fotografando  e que não estava nem ouvindo! Foi quando ele perguntou se eu era fotografa. ENTÃOà fator INDIA aconteceu. Nesta epoca estava numa fase querendo seguir nessa carreira. A viagem tinha também um motivo fotográfico, depois ia para os EUAs fazer um curso e meu sonho, claro, era ser fotógrafa da National Geographics! ß Respondi, não, ainda não. E perguntei e você? “Sou inglês, filho de uma portuguesa, (isso já falava em português) e fotográfo da Revista National Geographics.” Meu Deus!!!!!!!!!!  Ele sacou minha maquina, tirou umas fotos, e disse: “Relaxa, se abra para a vida, você terá uma vida bela e feliz com tudo que precisa! Confie em Jesus” E partiu! Meu DEUSS, segundo falando de Jesus!

Aguada

Aqui fica o maior e mais conservado forte português em Goa. Forte de Cabo de Rama, construído por hindus, em 1763 conquistado pelo portugueses, usado como prisão até 1985. Tem uma vista linda para o mar, casas de pescadores e uma igreja de Santo Antonio.  Meu padroeiro! Parte deste forte foi convertido em resorts de luxo.

Para mais sofisticação deve ir para Canacona no chic spa e Hotel Lalit

A praia de Sinquerim, que fica mesmo ao lado deste forte, com falesias de 300 metros.

Onde ficar http://www.agondagoa.com/beach-huts.html Ou  http://www.chattai.co.in/accomodationa.htm

Igreja de São Francisco, em Cochim, fruto da época de colônias Portuguesas de 1510-1961, fala-se português! Mas não vá esperando esperando o Brasil nesta área… são poucos que falam de fato a língua portuguesa. Aqui a minha amiga “decidiu”que faria ainicição em Reiki em mim! Assim São Francisco é um dos mestres Reiki do cristianismo! Anos depois essa minha amiga teve um filho chamado Fracesco! Aqi comecei a conhcer a história de São Francsco, minha admição e inquitação quando sua relação com o o Principe Jajeham e a princesa Mahal. (leia mais no posto sobre o Taj Mahal)

Mapusa & Ponda

Mapusa é o maior mercado de Goa de produtos hindus.  Na cidade fica a igreja da Nossa Senhora Dos Milgares, construída por hindus em 1594, e dedicada a uma mulher hindu que se converteu ao cristianismo.

Em Ponda ficam os melhores templos em Goa. Manguesh, Shri Nagushe, Lakshmi Narcenha, Mahalsa, e o melhor templo Shri Shantadurga. E vá também a Mesquita Safa Masjid, a mais antiga da Índia.

Palolem, paraíso, é considerada umas das melhores praias da Asia. Perfeita para relaxar e fazer aula de yoga.

http://www.chattai.co.in/palolem.htm

Panjim, Dona Paula & Miramar

Arambol

Arambol também é uma praia de hippies, fica perto da tradicional aldeia piscatória de Arambol.

Anúncios

Minha Experiência Espiritual na Índia – Parte 1

Após um momento conturbado da minha vida, quando nada mais fazia sentido, resolvi que deveria ir a  Índia! Nem que fosse sozinha! Começei a planejar, me preparar para essa que seria uma grande guinada na minha vida!

Aos olhos dos outros e do status quo da socidade eu era  bem sucedida para uma jovem de 23 anos com futuro promissor pela frente.

Começei a “divulgar” minha loucura, e logo apareceram adeptos! E mística indiana já começou aí! Uma amiga de uma amiga foi uma! Marcarmos um almoço pra se conhecer, já montamos o roteiro, e uma balada a noite! A nossa amizade foi instantânea, mágica e inesplicável! Até hoje somos grandes amigas!

O roteiro da viagem  também buscou o caminho do meio; conciliou espiritual,  histórico e mundano! Fomos aos Asharams do Osho e Sai Baba, Cavernas de Ajanta e Ellora, Taj Mahal, Fatekpur Skri ,Delhi, Balagole e GOA, onde nasceu a música Trance, Raves,…. Confira a série de posts da India neste link.

Nest post vou dedicar mais a Índia espirtual, Índia mística, Índia religiosa, ou como você queira chamar.

Sem dúvida, ir para a India se trata de uma experiência espiritual, esteja você ciente disso ou não! É preciso se entregar a energia e ao destino! Se você estiver nesse espírito tudo vai dar certo, se não, será um pesadelo! Por isso, só existem dois tipos de pessoas que  já foram a India: as amam ou as odeiam!

Fui sozinha de São Paulo a Nova Delhi encontrar duas amigas. Imaginem o Pânico e Terror que todos colocaram em mim! Chegando sozinha na India às 2 da manhã??!!! Bom, aprendizado número um: Não julgue as pessoas! Nada que parece ser, é. Confie!

Contratei um transfer do hotel para me pegar no Aeroporto de Bombay. Como as pessoas não podem entrar, todos, familiares, motorista, taxistas, oportunistas, … ficam no lado de fora se degladiando! Umas cem pessoas!

E cadê meu nome na placa de algum motorista? Não preciso nem dizer que ninguém apareceu… Bom, comprei um ticket no quiosque do aerorporto e me mandam procurar o taxi no meio da muxuca! Quando cheguei, um maluco disse “aqui” ! E me levou pra outro cara de turbante.. Pegou o papel e disse vamos! Os dois me levaram no meio de um estacionamento vazio e escuro… MEDO. Guardaram minhas coisas na mala e entrei no carro. Foi quando o cara de turbante, o motorista, saiu sem avisar e me deixou com o outro, cara maluco. MEDOO. Que começou a entrar com a cabeça dentro do carro perguntando se eu tinha euros ou dólares!? Ai tive certeza que estava sendo assaltada no mínimo! Respondi: não não tenho nada! E ele repondeu: então de onde você é? Não é da Alemanha? E eu sem entender mais nada nada, conto que sou Brasileira! Ele diz: Nice ! Nice! Have a wonderful time in India! E nisso chega o motorista para me levar ao Hotel!

Após  2 dias conhecendo os pontos turísticos de Bombay, como o India Gate, os lavatórios comunitários, os museus Prince of Wales e a casa de Gandhi. Este último, sensacionalll!

Depois partimos para Aurangabad encontrar uma das atrações mais interessantes da Índia.  As cavernas de Ajanta e Ellora, a cerca de 100 quilômetros da cidade e são cavernas budistas com pinturas e santuários a Buda … é um local considerado Património Cultural da Humanidade.

Cavernas de Buddha na Ellora Índia

As Grutas de Ellora, templos e mosteiros estão localizados a cerca de 25 km da cidade, com várias grutas e  monumentos hindus e budistas. Divinas!! Energia mais forte que encontrei na Índia!

Nas cavernas de Ellora aconteceram fatos curiosos! Depois da minha experiência transcedental  decobri que foi lá que Lama Micheal , conhecido como o Buda Brasileiro, descobriu sua missão aos 12 anos. A história me foi contada por sua mãe. Durante uma viagema Índia em companhia do Lama Gangchen Rinpoche, Lama Michel entrou uma das celas das cavernas dos monges budista de 400 a.c. deve um demaio e um transe. Começou a descrever o local e uma cena. Bel Cesar, mãe do menino,  pegou-o colo e levou até o Lama, que o acordou. Confirmou que a cena que ele descrevera estava nos livros budistas e que Michel era a reecarnação  de um linhagem de Lamas tibetanos.

Então, ele aos 12 anos, por decisão própria, tornou-se monge e passou a viver no Monastério de Sera Me, no Sul da Índia, onde estuda da filosofia budista tibetana. Sera Me é uma universidade monástica com quatro mil monges, e Lama Miche é  o único ocidental. Destacou-se em seus estudos, destacando-se entre os primeiros de sua classe.

Cavernas de Ellora

Enquanto eu estava  numa das cavernas e me virei para trás, para a fenda da saída, com sol e as árvores lindas lá fora, “vi” uma cachoeira caindo por cima, como um espelho d´agua. Falei para minha amiga. “Aqui tinha uma queda d´agua”.  No dia seguinte, um menino oferece um cartão postal de Ellora aela, com a foto daquela caverna com uma queda d´agua, e ele contou que isso acontece na primavera!

Após inúmeras experiências incríveis e fortíssimas, partimos para Puna, ou Pune, onde fica o retiro: Asharam do Mestre indiano Osho na Índia!

Ao chegarmos uma surpresa! Era um hotel , nada simples como num retiro, cheio de coisas estranhas que vou listar e vamos ver se você não vai estranhar! Lá todos hóspedes tem que usar uma roupa cor de vinho, e os “mestres” preto. Lá tudo é preto: construção, quartos, marmore, copos, pratos, talheres, passáros, estátuas, cadeiras, TUUDOO! Ao perguntarmos o por quê, recebíamos uma resposta atravessada, cara feia, nada de esclarecimento! A noite tinha uma Rave no resort! Até que descobrimos que para participar das atividades e terapias era preciso fazer um teste de HIV!! Fala sério! O que é isso!?? Foi então que decidimos partir sem nem ao menos ficar! Compramos passagens de onibus para Goa, parte colonizada pelos Portugueses.

Asharam do OSHO Pune India

Antes de partir de Pune conhecemos o luxo do Palácio de Aga Khan onde Gandhi ficou preso 6 anos e viu morrer sua esposa.

O onibus não tem cadeiras e sim, uma cama de casal! Então, eu que era tericeira do grupo teria que dividir a “cama” com um indiano fedido??! Ainda bem que ninguém comprou o assento do meu lado. UFA! Pelo menos foi bom para dormir durante as 12 horas de viagem!

Chegar em Goa, significaria chegar na Bahia, o onibus parou na cidade de Feira de Santana da Índia…

Chegando lá abrimos guia e rapidamente, sem  pensar, escolhemos Anjuna. Ao chegarmos, descobrimos que escolhemos “Trancoso”, ainda no paralelo com a Bahia! Nada mal! Outra surpresa a beira mar, ouvimos uma festa Rave rolando! Perfeito!? Confira nosso post sobre Goa! Sai Baba e Delhi, Taj Mahal

Follow us on Twitter

Cool Tips Cool trips

FACEBOOK Cooltips Cooltrips

Albúm de viagem