You are currently browsing the category archive for the ‘Amsterdam’ category.

Viajar e sempre uma viagem!

E incrível como o mundo ainda hoje mantém o mesmo comportamento social.

Aqui em Amsterdam as paisagens e construções são tão antigas, datam de 1500, 1600, onde moram, trabalham pessoas de hoje… e eh tão louco, que inspirada por essa possibilidade de voltar no tempo apenas com a imaginação, hoje percebi duas situações bem interessantes, que mostram como o tempo passa, as coisas mudam, mas a conduta do ser humano continua a mesma…

1. Iconografia para destacar status social

Quando cheguei ao Bijenkorf, loja de departamento chic da Holanda, logo ao entrar já percebi uma certa diferenciação entre as marcas “normais”, que tem seus produtos expostos em prateleiras expostas e balcões no meio da loja, e as grandes Maisons como Hermes, Channel, Gucci, e Louis Vuitton, que tem lojas mesmo ali dentro da laja de departamento, com segurança “intimidando” a entrada de mortais na área acessível a poucos . Foi quando, num impulso inconsciente, puxei minha Louis Vuitton mais pra frente, como forma de  mostrar minhas credenciais ou código de acesso a esse mundo. Assim que terminei de realizar a ação, percebi o quão suscetíveis estamos a ação da iconografia como códigos de grupos sociais. Atitude tão arcaica e arraigada, depois que lutamos tanto pela liberdade!?

2. Trabalhos manuais X Intelectuais

Hoje no trem/bondinho de Amsterdam via varias pessoas, executivos e jovens, usando sem parar seus dedinhos para escrever como uma maquina em seus telefones. Hoje o mundo ‘e criado assim, comandamos e gerando idéias por meio de nossos dedos, como eu também faço agora.

O que mudou em relação ao começo da nossa existência est’a em como usávamos nossas mãos para colocar em pratica nossa inteligência em busca sobrevivência. Antes usávamos–as para caçávamos , criar e manejar armas, fazer utensílios e artesanato, plantar… E agora nos limitamos a mexer minuciosamente os dedos para escrever idéias que valem ouro e mudam o mundo num pequenino aparelho digital.

COOL TIP! Endereços curiosos de Amsterdam!

Este post é baseado no livro “Os Endereços Curiosos de Amsterdã”, de Claudia Monteiro de Castro. Parabéns a autora, o livro é ótimo! Caso queira compra-lo, clique aqui!

Os endereços Curiosos de Amsterdã

Iremos postar algumas curiosidades que já lemos e iremos testar as dicas em nossa próxima Cool trip em Dezembro 2010. Sendo assim esse post será aumentado a cada novo estabelecimento que testarmos e atestarmos!

Aguardem as novas Cool tips! Direto de Amsterdam!

1)      Já pensou em passar um dias num houseboat ??? Num barco simples a estadia de 3 dias para duas pessoas custa 180 euros. Infos aqui.

2)      Jantar na cama? Supper club é uma experiência para relaxar e se entreter! Desfrute de um jantar de 5 pratos, a cada dia diferente, deitado numa grande cama branca, e entretido por artistas, DJs e VJs! Endereço: Roelensteeg, 21, Old Center.

3)      Cerveja com sabor? De Bierkoning vende quase 1000 (MIL) tipos de CERVEJA! Aos amantes da boa e velha “gelada”, esse é o lugar! Vale a pena olhar os rótulos, que são bastante divertidos! Algumas cervejas tem até SABOR, de framboesa, cassis ou pêssego! Além é claro, das tradicionais “loiras” do mundo todo! Vai perder essa? Endereço: Paleisstraat 125, Old Center.

4)      Bar mais antigo de Amsterdam, existe desde 1624! O Café Chris está localizado no charmoso bairro Jordaan. Ótima cerveja! Endereço: Bloemstraat 42, Jordaan.

5)      Casa mais estreita de Amsterdam! É bem engraçada, vale a pena conferir!  Tem 1,84 m de fachada! Endereço: Singel, 166, Western Canal Belt. Se você fizer canal cruise, passará em frente!

6)      Bed and breakfast com direito a mordomo??? Xaviera Hollander sabe como entreter seus clientes. Ex-madame de bordéis, escreveu 18 livros  com histórias picantes que venderam mais de 17 milhões de cópias. Há alguns anos abriu o Bed and Breakfast para oferecer o melhor a seus hóspedes. Para começar o mordomo, James, leva e busca no aeroporto por uma taxa extra. Os quartos tem cama king size e como Xaviera produz peças de teatro, também existe a possibilidade de pacote com direto a jantar e teatro! Que tal? Endereço: Stadioweg, 17 , Zuid.

7)      Existem muitos Coffeeshops cools pela cidade, mas alguns deles tem algo a mais, com derocação criativa, diferente e muito interessante, como é o caso do Cofeeshop Kadinsky, cujas paredes são decoradas com quadros pintados em tampas de lata de lixo! Endereço: Rosmarijnsteeg, 9, Old Center. Infos.

8)      Ronda noturna pelo Red Light District, o conhecido bairro da luz vermelha, famoso pelas “garotas da vida” que exibem seus dotes em vitrines! Tem locais históricos e endereços picantes! Por isso a Lindberhg, organiza rondas noturnas pelo bairro, contando suas histórias pitorescas e mostrando suas principais atrações. Enderço: Damrak, 26, Old Center.

Em breve mais cool tips de endereços curiosos, picantes, engraçados e diferentes! Não perca! Acompanhe esse post! A partir de 18/12/2010!!!! AGUARDEM!!!

Cooltips by Cooltrips!

COOL TIP: TGV – Preços incríveis para viagens de Trem pela Europa!!

TGV SALE

Vai para Europa no final do ano?? Vai viajar de trem? Então não perca essa promoção! Deu a “louca” na TGV!!

A TGV irá colocar UM MILHÃO de passagens à venda com DESCONTÃO! E os preços realmente são muito abaixo da média!! Quem costuma viajar de trem pela Europa, poderá comprovar!

Corra! A as vendas vão até 13 de Dezembro de 2010!

Infos aqui!

Chill on TGV rates

Need a break before Christmas?
TGV is putting 1 million tickets on sale, and that’s all, at crazy prices!
Hurry up!

On sale until 13th of December.
For trips from 26th of November until 16th December 2010.
Offer available with TGV, Téoz, Lunéa and Intercités

melhores ofertas! que tal?

TGV

Cooltips by Cooltrips!

Restaurante Estrela Michelin

Au Coin de bons enfants

Em Maastricht a duas horas de trem de Amsterdam   na Holanda, o restaurante Au Coin des Bons Enfants,   é uma preciosidade um pouco escondida, na parte mais autêntica de Maastricht, o Jekerkwartier. Mas a distância não é importante quando se trata de uma estrela Michellin e um louco por gastronomia! Faça sua reserva, e leve um bom Mapa! Hehe

Se quiser ficar pela cidade, vale a pena fazer um programa mais retrô! Confira esses hotéis que são um charme!

http://www.chateauhotels.nl/default.aspx?id=244&taal=en – incríveis!

http://www.beaumont.nl/#/

http://www.derlon.com/

Top 10 Amsterdam Shopping Areas

By Shannon McAllister, About.com

Amsterdam is undeniably the shopping capital of the Netherlands. Besides the diverse mix of trendy, antique, modern, luxury, cheap, second-hand, lavish and everything in between, what makes shopping in Amsterdam so fun are the different personalities that emerge from each of the city’s main shopping districts.
I’ve outlined my top Amsterdam shopping areas below, but take note: these don’t even include the many open-air markets that deserve a category all their own. Whether you’re window shopping or out to drop some serious cash, you’re in for a complete range of choices with these picks. Happy hunting!

1. De Negen Straatjes (‘The Nine Little Streets’)

Best for: Scenic, uniquely Amsterdam shopping experience

The quaint “Nine Streets” area is by far my favorite shopping spot in Amsterdam, not just for its picturesque location — they straddle the Herengracht, Keizersgracht and Prinsengracht in Amsterdam’s Central Canal Ring — but for its original and diverse selection of stores. I never tire of strolling the hand-laid brickwork lanes, dotted with designer boutiques, cozy cafés, vintage stores and specialty shops. Look for “De 9 Straatjes” on the street signs and pick up a district shopping map from any of the charming retailers.

2. Utrechtsestraat

Best for: Trendy shopping in the Eastern Canal Belt

What appears as a smaller undertaking than the Nine Streets or crazy Kalverstraat (see below), this long canal-crossing street has enough specialty stores and boutiques to keep you browsing for several hours. I especially like Leuk for quality basics and fun dresses, and lovely home stores like Kom, which sells special linens, tableware and bath accessories. The street and its side alleys are also full of fantastic places to eat, from gourmet delis and casual cafés to fine-dining favorites and tapas bars.

3. Pieter Cornelisz (P.C.) Hooftstraat

Best for: Wishful window-shopping and high-brow label-hunting

Amsterdam’s mini Fifth Avenue, located in the Museum Quarter neighborhood, is home to high-end classics (Chanel, Gucci, Hermés, Louis Vuitton), jewelry (Chopard, Cartier) and lifestyle stores, as well as several boutiques selling more luxury labels. Azzurro at 142 is the city’s only retailer of Christian Louboutin shoes. More moderate shoppers can find reasonable prices in stores like Mexx and Claudia Strater.

4. More Streets in Oud Zuid (‘Old South’)

Best for: A sophisticated afternoon of shopping with affluent locals

Those who venture beyond the P.C. Hooftstraat while in the Oud Zuid (“Old South”) neighborhood, are rewarded with smart clothing, accessories and gift stores in one of Amsterdam’s nicest residential areas. Van Baerlestraat features chic names like Pauw and Vanila. Beethovenstraat, along the eastern border of this neighborhood, boasts a row of women’s, men’s and children’s chic shops. Don’t miss Cornelis Schuytstraat and its trendy boutiques and home stores for a special Dutch outfit or gift.

5. De Jordaan

Best for: Discovering hidden treasures in a funky Amsterdam area

It’s fun to spend an afternoon getting lost in the maze of tiny streets in the heart of the bohemian-yuppie Jordaan neighborhood, where you’ll stumble upon second-hand stores, artist’s studios, small boutiques and galleries. Head to the busy Haarlemmerstraat for more clothing stores and plenty of places to eat after a hard day’s shopping.

6. Spiegelkwartier

Best for: Antiquing, scouting local artists

On the pretty little canal (Spiegelgracht) and narrow brick street (Nieuwe Spiegelstraat) just north of the Rijksmuseum, you’ll find one after another of beautiful antique shops with art, furniture, Delftware, prints, books — the list goes on and on. The many art galleries on the cross-street Kerkstraat are also part of this antique- and art-dense area, known as the “Spiegelkwartier.”

7. Dam Square Area

Best for: Rainy-day shopping

While it’s not my favorite place to hang out all day (too ultra-touristy for me), the area around Dam Square does offer a wealth of shopping. My favorite is De Bijenkorf, a popular Dutch department store somewhat comparable to the American Bloomingdale’s. The many mainstream stores of the nearby Magna Plaza shopping center (behind the Royal Palace) are open seven days a week until 7 p.m. (until 9 p.m. on Thursdays). I stay away from all the tacky souvenir shops on the Damrak.

8. Leidsestraat

Best for: Popping into stores on your way to the Museum Quarter

Busy Leidsestraat features chic clothing stores like the UK-based Karen Millen alongside cheap souvenir traps, night shops and fast-food joints. There are also shoe stores galore (Camper is a favorite) and a high-end department store in a monumental building (Metz & Co.), on the top floor of which you can have lunch overlooking the Central Canal Belt.

9. Kalverstraat

Best for: “Shop ‘til you drop” experience

This pedestrian-only street and its adjacent alleys and “Kalvertoren” shopping center feature a mix of chain clothing stores (Esprit, H&M, Mexx, WE, Zara), dozens of shoe stores, Dutch staple stores like HEMA and a pricey, chic department store, Maison de Bonneterie. If you can tolerate the ever-present crowds, you’re likely to leave this street with a new purchase in hand.

10. KNSM Island

Best for: Modern design shopping

If it’s all things modern you seek, head to KNSM Island, located in Amsterdam’s Eastern Harbor. Tram line 10 will take you all the way to this young neighborhood of former warehouses, where you’ll find innovative, modern design and home shops, like Pilat & Pilat and Pol’s Potten.

Amsterdam, late afternoon, after a day of study, work, or even for us who faced 15 hours between plane and airport. Have your happy hour at Vondel Park is priceless!!

Retro Bikes, roller skate, jogging, everything is valid to have fun at the park! Friends doing an alcoholic and “green” picnic, parents, children playing. Everything is perfect in the spring afternoon in VONDEL Park! The beautiful and silent view is in harmony with the people, expressed in father’s smile to his baby, in a frizzbe thrown to a dog and in the sound of a guitar. Young people, families and business men are integrated with nature. Total democracy! Oh, by the way did you know that people can have sex in the park?! Yea its law in Amsterdam! But we didn’t see anybody having, sorry!
The park is magic! The colors of the trees contrasting with the flowers and small lakes are beautiful! The wind, the sun coming out from behind clouds and trees complete the perfect scenario! It sounds nerd, but the scene is a nirvana!
You don’t even need to use the local hallucinogens to “have a trip”!

Vida Noturna em Amsterdam

Amsterdam é uma cidade vista por muitos como meramente noturna e promíscua, o que é TOTALMENTE equivocado aos olhos que quem conhece bem a Cidade, seus museus e parques, e até seu nightlife!

Sim, há muita prostituição, mas visto pelo ponto  de vista Legal, no sentido jurídico da palavra, a coisa até parece mais suave, e com um pouco de  bom humor e liberdade fica até legal! Agora no DIVERTIDO, da palavra!  Desde ver as moças jogando água nos espertinhos que querem apenas fotografá-las nuas, até um show ao vivo, pra quem tem estômago!

Mas o legal mesmo é curtir normalmente como a gente faz na maioria dos lugares do mundo! Em Restaurantes, bares, baladinhas.

E, claro, aproveitar as loucuras permitidas em Amsterdam para fazer uma reflaxão da vida, valores e até da evolução das relações humanas e comportamentos sociais!

O Guia WALLPAPER dá dicas quem quer saber as opções! Ente elas está o Rokerij, coffeshop, amplamente recomendado pela COOLTRIPS em outros posts para se curtir um Amsterdam Coffeé, decoração bacana, gente bonita e bos música!

Restaurantes, bares, baladinhas em Amsterdam: dicas do Wallpaper* City Guide

Nossa COOL TIP de restaurante é o FIFTEEN, projeto social e gatronômico de Jamie Oliver! Ele treinou 15 jovens que sem experiência e/ou de classes de baixa renda. Um sucesso também em outras cidades como Londres e Melbourne.

parte do conteúdo extraído do Blog temavercomigo.wordpress.com
Sempre tivemos um sonho de morar na Europa, porém em nossa última Cooltrip algo inusitado aconteceu. Como se fosse um teste, devido a forças da natureza, fomos forçados a prolongar nossas férias na Europa, e “viver como europeus por uma semana”.

Canal Amsterdam

Tudo começou num dia de “despedida” e “fim de férias”, de malas prontas, saimos do hotel para passear pela bela Amsterdam antes de nossa volta ao Brasil. Paramos para relaxar e olhar as news do Brasil na internet, quando abrimos o site da globo.com, na capa a manchete: “Iceland Vulcan Crisis” – fecha boa parte dos aeroportos na Europa.

Nossa primeira reação, “Será que o Shiphol está fechado? Tomara!”. Entramos no site, e na home já abordava o assunto vulcão e dava o aviso que o aeroporto estava fechado por tempo indeterminado!
Dia 15/04/2010, o maior vulcão da Islândia entrou em atividade, mostrando sua fúria, e suas cinzas fecharam boa parte do espaço aéreo europeu. Com isso, milhares de pessoas pelo mundo estavam “presas”, sem previsão de volta, e com informações desencontradas nos aeroportos. Porque a tal fumaça é carregada de micropartículas pesadas que em contato com a turbina do avião podem parar as turbinas, estávamos “presos” na Europa! .

Em vez de se desesperar, encaramos que acabara de chegar nossa oportunidade de experimentar morar europa.

Entrada apartamento amsterdam

É claro que nem tudo eram flores! Num primeiro momento pensamos que estávamos com pouco dinheiro in cash e até então impossibilitados de sacar, sem hotel, sem passagem de volta. Nossa agência no Brasil nos recomendou a ir até o aeroporto, porém a Cia Lufthansa, nos orientou o contrário: nem ir ao Aeroporto devido ao caos, e fazer a nova reserva pelo telefone. E aí começava o problema: não tinha um número free para ligar, cada minuto era uma fortuna, e longos minutos de espera,  já que assim como nós, “todo mundo” estava fazendo o mesmo!!!
E para piorar, sem nenhum tipo de seguro ou ajuda das companias aéreas, já que se tratava de um desastre natural!
Situação: milhares de pessoas pelo mundo todo estavam completamentamente abandondas em todos os sentidos!

Voltando a nós, nosssa reação se mostrou ser a melhor possível diante das histórias que ouvimos de outras pessoas, que estiveram na mesma situação! Resumindo é que não adiantou passar o dia no aeroporto em busca de soluções, pois não tinha o que ser feito até que a natureza permitisse! Em vez de lutar contra o vulcão, nós fluimos com ele!

Decidimos alugar um apartamento para baratear os custos, uma que vez que os preços dos hotéis triplicaram em um dia!

Sala Apartamento

Entramos no clima e relaxamos, teríamos que ficar pelo menos mais 4 ou 5 dias . Com isso, voltamos ao NH CENTRE Hotel e perguntamos se poderíamos ficar mais 1 noite. Para nossa surpresa, alegaram que estavam bem cheios e se quiséssemos ficar, só havia a uma tarifa bem mais cara!  Até no caos e dificuldade alheia o mundo capitalista arruma uma maneira de se beneficiar.  E pior, a maioria dos hotéis não tinha vaga, já que as pessoas, com medo de ficar sem lugar para dormir, pagavam os preços praticados.

Foi então que usamos uma COOLTIP do COLLTRIPS , e alugamos um ap animal!! Noventa metros quadrados, vista para o canal, perto de tudo, todas as máquinas possíveis, como máquina de lavar e secar roupas, perfeito para quem contava em voltar para casa naquele dia!

Vondel Park

Íamos no supermercado Albert Heijn decidir nosso cardapio diário e alugamos uma bike. Curtíamos Amsterdam como locais!  Nos dias de sol íamos para o Parque, nos dias de muito frio, tomávamos chocolate quente na janela com vista para o canal. Ou um “amsterdam coffee”. Foi perfeito!

Depois soubemos que quem pegou vários trens para tentar voar de outros aeroportos, gastou dinheiro e saúde, e não conseguiram vôo,  a menos que comprassem. Caso contrário eram mandados de volta para respeitar o trecho comprado! No meu vôo conheci pessoas nestes casos, entre outros!

Mas imaginem as pessoas que  estavam com o dinheiro apertado, sem meios de sacar, cartão com pouco limite, sem celular??!!!! Sofreram muito…. Até agora não soube de nenhum reembolso ou indenização… As contas chegaram…

Conhecer Amsterdam com uma bike é imperdível!
A sensação de liberdade é incrível!
Os acessos e ciclovias por toda cidade, impecável!
Turismo com agilidade
E ainda é saudável!

 

 

Alugue sua bike na Mac Bike e não deixe de ir ao Vondel Park!

Mac Bike1

“Verdades e mentiras sobre uma possível mudança na “cultura liberal” de Amsterdam!!!”

Nos últimos anos vem saindo na mídia mundial e nacional diversas notícias, materias e post’s sobre a proibição da venda de cannabis, haxaxi, cogumelos e etc… nos Coffee Shops e Smart shops, tão conhecidos em Amsterdam.

Ventilou-se a idéia de diminuir ou acabar com a venda em outras cidadades holandesas, como Rotterdam, proibir a venda para turistas ou até a proibição geral, acabando com os coffee shops na Holanda, devido o constante fluxo de turistas, principalmente dos países que fazem fronteira como: França, Alemanhã e Belgica que atrevessam de trem com grandes quantidades, além, é claro, dos outros turistas de países europeus ou qualquer parte do mundo que procuram a cidade por conta do estilo diferente, acolhedor e “free” que move Amsterdam.

Muitos holandeses, principalmente os mais conservadores não gostam do rótulo de cidade  do “turismo de sexo e drogas”, como alguns à chamam. Esse desconforto de pequena parcela da população, fez com que alguns membros do governo tão conservadores quanto a essa minoria, tentassem arquitetar algumas medidas extremas para acabar com tal prática.

Porém será que essa minoria está certa? Uma vez que os índices criminais e referentes ao consumo de drogas dos holandeses, são baixíssimos. Como explicar uma cultura supostante tão “liberal” ser tão regrada e com indíces tão bons quanto a qualidade de vida? Será mesmo que vale a pena mudar uma culura que vem desde a decada de 70 e se mostra tão eficaz e inteligente, apesar de ser vista aos olhos do mundo como a “cidade do pecado”?

Saiba agora o que realmente pode acontecer nessa guerra entre a “Liberdade vs  Hiprocresia”!!!

Em nossa última cooltrip, ficamos “presos” em Amsterdam por conta da “Iceland Volcun Crisis” e aproveitamos para fazer uma pesquisa “in loco” para saber as verdades e mentiras sobre essa história!!!

A primeira nota a cair por terra, foi em relação aos Smarts Shops, que supostamente já estariam proibidos de vender cogumelos, cactus e trufas, alucinógenos naturias. De fato está um pouco mais dificil de achar, mas não sei se essa fato aconteceu devido ao alto consumo em função das férias “forçadas” por conta do vulcão, ou se de fato estavam com pouco estoque. Mas havia! E as trufas, eram encontradas em todos smarts shops. O que de fato não exitem mais a cerca de 1 ano, são os cogumelos, cactus e trufas importados. Mexico, Hawaii e Amazonia famosos por lá, não se encontra. Somente cogumelos holandeses.

Depois de conferir os smarts shops, estava no hora de pesquisar o que aflinge a todos que gostam da “AMS CULT”, os coffee shops! Como seria? Será que somente holandeses poderão comprar? Será que vão acabar? Será que temos que “correr” para Amsterdam para aproveitar?? Calma! Calma! Calma! Não vai acabar, nada vai mudar e em breve tudo será ainda melhor!?!?!

Conversei com donos de coffee shops, funcionários, produtores e consumidores, para entender o que poderia acontecer se de fato essa minoria mais conservadora tomasse conta do governo.

Para começar esse turismo “diferente” de Amsterdam é muito rentável, não só para quem faz parte desse meio, como para o governo que cobra taxas (impostos) tanto pelos serviços prestados pelas “meninas da vitrine”, assim como dos coffee shops e smart shops. Ou seja, quanto mais turistas, mais vendem, mais enchem os cofres do governo. Além disso, essa suposta cultura liberal trouxe segurança a cidade, por mais contraditório que isso pareça. Uma vez que é legal e regulamentado, sobra pouco espaço para o tráfico ou crime organizado, fazendo com que Amsterdam tenha ótimos índices de segurança e qualidade de vida.

Outra suposta mudança, seria a proibição da venda para turistas. Ou seja, somente holandeses poderiam comprar, apresentando suas carteiras de cidadãos holandeses. Porém além de ser de difícil controle, com essa medida na tentativa de coibir ou afastar os turistas dos coffee shops, eles influenciariam um comercio paralelo, ou ilegal, ou tráfico. Já que um turista facilmente poderia pedir a um holandes para comprar e vender para ele na rua. Ou seja, fora de questão!!! Seria banilizar uma coisa que é legal e já faz parte da cultura do holandes e em nada os encomoda em seu dia-a-dia.

Outra medida, esta sendo posta já em prática, e com razão, é o fechamento de coffee shops e smarts shops que estão cituados perto de escolas. Estes cafés e estabelecimentos estão sendo fechados ou estão mudado de endereço. De fato essa medida faz sentido. Entendo que uma criança não tem dicernimento para saber escolher se deve ou não ter tal experiência com essa idade. Mas eles pedem com bastante frequencia o ID.

No mais tudo que escutar ou ler, não passa de sensacionalismo de pessoas contra essa cultura ou de alguns conservadores querendo mostrar serviço. Não se preocupe! Nada mudou! Por enquanto! E se mudar será para melhor!!! O sentimento das pessoas que trabalham e vivem com essa cultura desde os anos 70 é de que não só não estamos perto da proibição, como cada vez mais o mundo está mais aberto e disposto a discutir tal questão. A discriminalização e liberação da cannabis já se mostrou uma “ação da paz”. Prova disso é que em diversos países europeus hoje em dia as pessoas podem plantar e consumir cannabis em lugares públicos, como em Portugal e Espanha.

“AMS CULT” CARPE DIEM!!!

Rotterdam, porque não ir!? Rotterdam é uma cidade basicamente empresarial e financeira. Foi destruída na segunda guerra mundial. Então ela é toda refeita. Assim a cidade passa a não ter nada de turístico para quem não está a negócios.

Cidades onde ir na Holanda
Assim, invista em Amsterdam, Leids ou Den Haag. Nesta última é onde vive a familia Real Holandesa.

Leids é a cidade das flores! Plantações enormes! Tem uma de girassol que você se perde! Provavelmente serviu de inspiração para Van Gogh!

Gosto de Amsterdam porque além de culta, jovem e divertida, pra onde você olha tem uma obra da engenharia antiga! Parece que estamos vivendo em outro tempo, outra época!

Ahh, e as bikes! Como é incrível pedalar no mundo ideal da ecologia!

Será que o Green tradicional inspira a consciência eco-friendly?? hahah Sem dúvida Amsterdam é GREEN!

Dedicar algumas horas no Amsterdam Arena vale a pena!

Conhecer o estádio do Ajax, time holandes,  é incrível!

Bem que o Brasil podia ter estádios assim !!! E estrutura de business mesmo, como aqui. A loja do Time deixa Mickey e Minie no chinelo! Sao tantos produtos e de boa qualidade, que qualquer um fica louco!

Lá também tem Outlets de sports, lojas, e restaurantes. Além de escritórios.

Voce pode ir de metrô, é bem fácil, saindo da Central Station.

vondel park Amsterdam, fim de tarde, depois de um dia de estudo, trabalho ou batalha, ou mesmo pra gente que enfrentou 15 horas entre aviao e aeroporto, fazer o happy hour no Vondel nao tem pre’co!!! ( desculpem a falta de acentos, estamos aqui e o teclado deles nao tem, heheh tenho certeza que estamos perdoados!)

Bikes retro, patins, jogging, agitam as trilhas do parque. Pessoas com seus cachorros, namorados, poetisam a paisagem. Amigos fazendo um pic nic alcolico e/ou verde, pais e filhos e amigos brincando, animam a tarde de primavera no VONDEL! Eh Lindo ver a cumplicidade silenciosa entre as pessoas expressa no sorriso de um pai para seu bebe no seu carrinho “cross montain”; no Frizzbe para o amigo canino, e no som do violao.  Jovens, familias e executivos se integram com a natureza. Democracia total! Ah, por falar nisso voce sabia que as pessoas podem fazer sexo no parque?! Eh, eh lei em amsterdam, LIBERADO! Mas nao flagramos nada… sorry.

O parque eh magico! As cores das arvores verde pantano contrastando com as flores multi coloridas e sintilantes! O vento gelado, o sol saindo atras das nuvens e as arvores complementam o cenario perfeito! Soa brega, mas eh porque a cena eh um nirvana!
Nao precisa nem fazer uso dos alucinoginos locais para pirar!!!

Já pensou em fugir dos caros e lotados roteiros turísticos do Ano Novo Brasileiro, e passar sua virada na Europa?

Dependendo do lugar na Europa, passar o Ano Novo no velho continente pode ser uma ótima, e nem ser tão caro assim. Mas claro, fuja das tracidionais Paris e Londres, pois sempre serão caras!

Em 2007/2008, fomos para Amsterdam para passar a virada. Não sabiámos bem ao certo o que fazer naquele ano, chateados com os roteiros absurdamente caros onde vai a “manada” brasileira a cada ano. Foi então que em meados de Novembro, navegando pela net achamos no site  Decolar uma ótima promoção para ir a Amsterdam, via Zurique por U$ 700,00 por pessoa. Claro que embarcamos nessa! Dia 25/12/07. Ao chegar estava muito frio, com temperaturas abaixo de zero e nevando. Um típico inverno europeu! Com o frio, o cenário era lindo. Fomos direto para o hotel, NH Centre, nos instalamos e fomos a um coffee shop relaxar, sem muito saber o que nos esperava na noite da virada. Sem programação alguma, não sabíamos se iriámos para praça DAM, algum club, bar ou algo diferente.

Já haviamos sido alertados de que nessa época Amsterdam, além de lotada, as pessoas ficam mais “loucas” do que de custume. Soltam fogos de artifícios por toda cidade, mania holandesa, e fazem bastante bagunça. Em alguns pontos da cidade até ocorrem pequenos atos de vandalismo. Resumindo a combinação de alcóol, drogas, fogos de artifício,  excesso de energia e felicidade, podem acabar em confusão. Sentimos um pouco desse ambiente nos dias que antecederam a festa de ano novo. Calma, nada para se preocupar! Digamos que a cidade fica  um pouco mais “barulhenta”…

Já estávamos quase decididos por ficar em Amsterdam, curtir a festa e a queima de fogos na DAM, quando vimos um flyer sobre uma festa, a Sensation White . Corremos a um coffee shop com internet para pesquisar. Sendo eu, um DJ nas horas vagas e amante da música eletrônica, já havia escutado falar da festa, porém não sabia de sua magnitude! (em 2009 a Gol patrocinou a primeira festa no Brasil e em 2010 teremos nova edição por aqui).

Na Europa se trata de uma “festa nômade” que já ocorria há alguns anos, sempre em estádios de futebol em cidades diferentes. Em duas versões, a do verão: Sensation Black, na qual todos devem ir vestidos de preto. E no inverno, Sensation White, na VIRADA do ano onde todos devem ir vestidos de branco. E melhor! Esse ano seria em Dusseldorf, na Alemanhã à 2 horas de trem de Amsterdam. Pronto! Estavámos decididos, iriámos na Sensation White. Mesmo sem saber o que esperar, já que estávamos tão longe de casa, dos familíares e amigos.

Há dois dias do Ano Novo precisávamos nos programar: comprar roupa branca, reservar hotel e comprar as passagens. O hotel foi fácil, entramos no booking e reservamos o NH Dusseldorf, indicado pelo nosso hotel. Depois seguimos à estação e compramos as passagens. Todos os dias tem vários horários de saída, e se não me engano são à cada 2 horas. Com tudo quase pronto, fomos comprar as roupas brancas, já que segundo o site, só poderia entrar quem estivesse INTEIRAMENTE BRANCO: calça, camiseta e casaco! Começavamos alí a vivenciar a festa. Entramos em algumas lojas, mas não estava facíl, já que o Europeu não tem a “tradição” de se vestir de branco nesta data.  Na Diesel, um jovem que nos atendeu, riu  quando pedimos branco e disse, Sensation White? Lá encontramos finalmente as roupas e o vendedor nos contou que muitos de Amsterdam iam à festa!Que seria irada, etc.. Ficamos ainda mais animamos. Tudo preparado, chegou o dia! Arrumamos uma malinha, deixamos o resto no locker do hotel, e partimos sentido a estação rumo a Alemanha umas 15h. Lá já começamos a “notar” a festa. Vários grupos de jovens de branco! Embarcamos e o trem já estava em festa. Música,bebida e muita alegria rolava solta pelos vagões. E a cada parada, para nossa surpresa, mais e mais grupos de jovens embarcavam! E adivinhe! Todos de branco! Parceia um código secreto para fazer novas amizades!

Em 2 horas estávamos em Dusseldorf,  estava muito frio, com temperaturas próximas de zero graus! Fomos para o hotel. Muito bom e cheio de jovens no lobby e no bar,  já fazendo o esquenta. Porém, faltava um detalhe muito importante: não tínhamos ingresso para festa! Ali mesmo no lobby peguei as informações necessárias, e fomos atrás dos ingressos. Chegamos ao estádio, Dusseldorf Arena, já foi uma agrável surpresa. Estádio moderno que foi construído para última copa na Alemanha, show! Como fora do país normalmente tudo é bastante organizado, pegamos a fila e comprarmos os ingressos bem rápido e fácil,  e melhor, custou apenas $70 euros por pessoa! Onde no Brasil você encontra uma festa de Reveillon com esse preço?? Com ingresso na mão, tudo certo. Voltamos ao hotel para descansar, antes da bela noite que nos aguardava!

Depois de algumas horas de sono, fomos a um resturante fazer nossa ceia. A festa já estava rolando, os portões foram abertos as 22hs e a festa acabaria às 10 a.m. do dia 01. Jantamos, brindamos e fomos à festa animados, mas sem opiniões formadas de como seria nossa noite na gelada Dusseldorf. Nessa hora as temperaturas já estavam bem abaixo de zero. Estávamos com um certo receio do frio que iríamos passar na festa. Chegamos ao estádio, literalmente um mar de gente de branco. Seguimos ao portão designado em nossos ingressos, certos de que com tanta gente seria difícil de entrar. Nada!! Europa, né!! Todos entravam com tranquilidade, já que haviam muitos portões para escoar a multidão. Dentro do estádio felizmente a temperatura era ótima e dava para ficar de camiseta ou casaco leve. Antes de entrar na festa, onde fica a área de serviços dos estádios haviam; banheiros, lanchonetes, bares e lojas que vendiam CDs da festa e roupas brancas do evento aos desavisados. Pois de fato todos deveriam estar de branco dos calcanhares a cabeça, digamos assim!

Finalmente entramos na festa e literalmente nos arrepiamos. Era lindo ver todos de branco formando uma onda nas arquibancadas do estádio. O Palco do DJ, giratório e no centro do campo. As arquibancadas eram pista (atrás do gol) e camarotes e bares ficavam nas arquibancadas (centro do campo), o “gramado” era uma grande pista. Entre os astros da noite estavam os TOP DJs David Guetta e Erick Murillo, que havíamos escutado sets bastante comerciais naquele verão em Ibiza. (Veja nesse blog mais sobre a “Disney dos Clubs” no link Ibiza). Mas eles arrebentaram nessa noite, inspirados pelo Ano Novo, mais de 20 mil pessoas dançando e os fortes sets dos Djs alemães que abriram a pista para os “feras”!

Foi lindo! Ótima música, gente bonita, todos de branco e a decoração impressionante…A Vibe foi incrível!

Nunca vimos uma festa como essa! Organização impecável, fácil acesso a bebidas, banheiros, uma infinidade de lockers pra gente ficar  “livre leve e solto”! Heheh

Palco giratório, visão privilegiada de todos os pontos do estádio,  passarelas com dançarinos, apresentações com fogo, chuva de papel, água (fique tranquila com sua chapinha meninas! Não cai na gente, heheh), fogos de artíficios, show de luzes. Sensacional! Veja vídeos no Youtube!

Dançamos a noite inteira, haviam outros casais como nós, fizemos novos amigos pelo mundo, resumindo a noite foi MA-RA-VI-LHO-SA!

Nem precisamos dizer que com essa virada, 2008 foi o ano de nossas vidas!


Pontos Turísticos de Amsterdam – Para você aproveitar o melhor da cidade!

Nossa ordem de Prioridade

Van Gogh Museum – Melhor museu da cidade! Imperdível! Onde você poderá ver grandes obras desse “gênio” que foi Van Gogh, desde o início de sua conturbada carreira de artista. Aliás, é algo comum à todos “gênios” que por aqui passaram. Lá você também poderá conhecer sua história contada de forma cronológica organizada em 5 “períodos“ cada um representando uma fase diferente de sua vida, em suas passagens por Amsterdam, Paris, Arles, Saint-Remy e Auvers-sur-Oise.  Seus amigos, seus amores, seus muitos rivais, seus medos e como sua carreira acabou de forma tão prematura e na miséria. O museu conta com o maior acervo de  suas pinturas do mundo! Preferia horários alternativo, cedo ou no fim do dia! Mesmo como fila anda rápido.

Anne Frank Huis – Casa onde viveu Anne Frank escondida… Era um escritório de advocacia, se não me engano, e atrás de uma estante tinha uma entrada secreta para a parte da casa que abrigava famílias judias refigiadas. É emociante e impactante! Engraçado como foi através da vida de uma só pessoa que senti de forma mais forte o terror da Guerra. Preferia horários bem cedo, forma longas filas!

Vondel Park – O parque é simplesmente LINDO! Não deixe de ir a qualquer hora. Pela manhã para tomar um belo café da manhã embaixo de lindas árvores de frente para o lago. Passar de bike, e claro, “light it up” no final da tarde com num belo pôr do sol deitado em uma canga…. Haverão parcerias!

Red Light  District – Bairro mais “cool” da cidade. Onde tudo acontece e onde “tudo XXX começou”. O “First One” coffee shop, muitas “moças de família” em suas “vitrines-casas” são uma atração especial. E olha! Se você pensar que pode ser meio deprê, elas têm a profissão mais antiga do mundo e ganham sua vida legalmente pagando impostos! Além de ter a proteção da polícia caso haja problemas. Tem para todos os gostos! ! Você poderá também assistir a shows ao vivo de striptease e sexo com ou sem “banana” entre outras especialidades, muitos e muitos coffe shops e smart shops, algumas seeds shops, bares, clubs underground, mictórios em plenas calçadas! Canais e construções lindas, uma bela Igreja, das mais antigas de Amsterdam! Lojas, museu da Cannabis&hash, Universidade da Cannabis, e também (infelizmente) alguns traficantes que agem livremente oferecendo de tudo. Tem de tudo de nesse bairro, familias, hippies, jovens, público GLS, casais, idosos, tipo assim.. “Gente estranha em festa esquisita” , mas todas essas loucuras fazem desse bairro muito especial e imperdível! Não deixe de ir, especialmente a noite, fica muito mais agitado! Sexta principalmente.

Nemo “Science Centre” – Situado numa construção diferente que lembra um “barco estelar” ou uma “nave espacial”. Trata-se do museu da ciência, imagem, som e futuro. Existem muitas coisas para os visitantes interagir. As crianças em especial vão adorar os brinquedos e experiências que poderão passar durante essa “jornada”.

Leidseplein – Onde você podera ver várias intervenções artísticas, como musica ao vivo no domigo, pintura, Hippies, além do famoso Bar Bulldog e ao lado mais um coffe shop da rede. É também onde fica um ringue de patinação no gelo, no inverno. Preferia horários no fim do dia, domingo é mais agitado! A noite sempre é bem agitado.

Rijksmuseum Amsterdam – Maior museu de Amsterdam, fica num prédio histórico e conta com mais de 1 milhão de visitantes por ano. Situado numa bela praça ao lado do Van Gogh Museum. Exposições diferentes a cada temporada. Mais voltada para quadros e esculturas com temas de histórias, batalhas, conquistas…

Canal Cruise – Você também pode conhecer Amsterdam pelos canais. Existem Tours que você pode ir pegando os barcos em diferentes pontos turísticos da cidade, e ir parando em cada um deles. É legal para quem quer de ver a maravilhosa arquetetura da cidade, e ter uma noção geral da geografia curiosa local. Você também pode ir tomar um drink a noite ou jantar. Aí já são passeios mais caros. Confira as opções do Lovers Cuise. Compre com antecedência!

First One BullDog – O primeiro Coffee Shop de Amsterdam, fundado em 17/12/1975, você não vai querer perder né? Fica no Red Light District.

Flower Market – Mercado de Fllores flutuante na altura da Koningsplein, tem vários stands-barcos que vendem flores linda, sementes e curiosos bulbos para serem plantados. Você não precisa se programar para ir ao Flower Market, passará por ele natauralmente passeando pela cidade.

Praça Dam – Onde é comemorado a virada do Ano em Amsterdam, com um grande relógio de contagem regressiva, ápalco para shows e djs, e melhor, tudo ao ar livre e free. É la também que se encontram os artistas de rua, expressando suas obras de formas muito inusitas. Ao redor da praça há uma bela igreja, antigo palácio, belos prédios históricos que abrigam os magazines , além do museu de cera, Madame Tussauds .

ArenA Boulevard: Existe um moderno complexo turístico fora do centro de Amsterdam que vale a visita! Com belas praças, restaurantes, área para eventos e onde você encontra o moderno e lindo estádio do Ajax, o Amsterdam Arena ; por sinal ARENA é o nome da estação de parada caso vá de metro ou trem. Aproveite e passe no Amsterdam Arena. Nesse complexo também se encontra o Heineken Music Hall,  onde acontecem grande espetáculos, apresentações de comediantes, shows de bandas renomadas, além de apresentaçoes de Djs como o astro holandês Armin Van Buuren. Então vale a pena conferir sua agenda antes de sua COOLTRIP! Outra casa de espetáculos aos lado, é o Grolsch Music que tem esse nome devido a ótima cerveja holandesa Grolsh. Não deixe de degustar uma em alguns dos muitos bares espalhados pela cidade. Nesse lindo lugar há também grandes lojas de departamento (tipo outlet), como a Decathlon, entre outras, com ótimas ofertas. Uma bela estação de Trem e Metro desemboca na “Arena de Entrenimento”.

Patinação no Gelo – Inverno

Em todas “Pleins”: Waterlooplein, Rembrantplein, Leidsaplein, …  você pode patinar no gelo durante o inverno.

Holland Cassino – Tem um Casino no canal entre a Leidsaplein e o Vondel. Próximo tem também o conhecio tabuleiro de xadrez gigante. E ao lado o Hard Rock Café. Vá a noite!

Sex Museum – nunca fomos, mas existe esse também em Amsterdam! Damrak street, próximo a estação central.

Torture Museum – nunca fomos, mas sempre tive curiosidade. Se tiver, entre! Singel 449.

Historisch Museum – nunca fomos, mas caso goste…segue o endereço; Nieuwezijds Voorburgwal 359

Rembrandt House Museum – nunca fomos, mas me parece interessante. Faremos uma visita em nossa próxima Cooltrip. Jodenbreestraat 4. Proximo a Praça DAM.

Onde fazer boas compras em Amsterdam

Amsterdam, até para minha surpresa, é um dos locais mais legais para compras na Europa pra quem não faz aquele perfil “carne de vaca”, digamos assim. Claro que Londres e Paris estão fora dessa comparação. Para quem gosta de um estilo diferente, com classe, de marcas chic, lá é o lugar para comprar roupas! Inclusive algumas marcas famosas tem coleções especiais neste país. Um exemplo são as clássicas calças jeans da Diesel que tem um corte encontrado só lá.

Cultura fashion particular, moda moderna e estilo jovem, Amsterdam pode ser considerado um dos centros com o melhor custo-benefíco no Velho Mundo. Até mesmo para ternos Armani e Boss, ou sapatos Gucci e Dior.

O Shopping e as Lojas de Departamento mais famosas de Amsterdam estão na Dam Square e arredores:

  • Bijenkorf – – Mais cara. Marcas mais famosas
  • Koplen Peek – Não se escreve asism, mas fica na Dam lado oposto do Bijenkorf. No sub solo tem roupas modernas para jovens e bom preço.
  • Shopping Magna Plaza – Nada de muito especial, na minha opinião. Várias lojas. Mas vale passar para conferir, pois vai passar por ele várias vezes! Ele fica nas linhas 2 e 5 do bondinhos. Rua Nieuwezijds Voorburgwal, Raadhuisstraat e Spuistraat. Map de Amsterdam.

As lojas mais famosoas do mundo ficam na rua Hooftftraat, a “Oscar Freire de Amsterdam”. Fica próxima ao Vondel Park e Van Gogh Museum. As marcas Mont Blanc, Channel, Armani, Ralf Lauren, enfim as principais estão lá. Além das marcas Holandesas com destaque internacial como a Olilie.

Em Amsterdam você encontra uma loja de sapatos Multi marcas das famosas Gucci, Dior, Fendi, Jimmy Shoes… é a ShoeBaloo em dois endereços. Um nem preciso dizer onde é, né?! Outra na Koningsplein.

Relógios Famosos

Os imposto são mais baixos, talvez por isso os relógios como Tag Heuer e Rolex são mais baratos em Amsterdam! (Se comprar não se esqueça de pegar taxfree no aeroporto). Sem falar na fama dos Diamantes que conta até com um Museu! Na Dam tem lojas só de relógios e jóias multimarcas, e é claro na “Oscar Freire de Amsterdam” ficam as joailerias mais conhecidas do mundo.

Lojas Diferentes – Região de Jordaan – A Vila Madalena de Amsterdam!
As lojas abaixo são próximas umas das outras. Você pode aproveitar um dia de sol, caminhar pela região, em meio periodo do dia você visita tudo. Além dessas dicas, você vai descobrir as “suas lojas” super bacanas! (por favor, anote e depois compartilhe conosco!)

de Posthumuswinkel

Loja de Carimbos especiais – de Posthumuswinkel, Druwerken en Stempels – É de enlouquecer qualquer menina! Ou mulher adulta! A loja tem todos os tipos de carimbos imagináveis: florais, animais, letras, simbolos, buda, temas… Tintas de todas as cores e mil feitos especiais! Você nunca mais comprará um cartão pronto! Fará os seus!
Rua SintLucensteeg 23-25

What’s Cooking – Loja de acessórios para casa e cozinha –  Muito bacana. Lá tem um carrinho de feira muito lindo! Você vai quer ser ecologicamente correto com ele!!
Rua Reestraat 16

Klamboe – Loja de Mosquiteiro – Sim e são lindo! Não sei se  você precisa ou iria comprar lá, mas são muitos diferentes e criativos. Vale a visita para quem curte decoração. Próximo tem outras lojas de decor.
Rua Prisengracht, 232

Blond – Presentes – Cadernos com pinturas algumas feitas a mãos, diários e também os legendários cadernos Moleskine. Lá tem os guias Moleskine também! Sao guias em branco das principais cidades do mundo para você fazer o seu guia pessoal! Demais!  Já vem mapas, Informacões de metros, linhas de onibus, etc…
Rua Singel, 369

Outras lojas

Beadies – Acessórios e Bijoux incríveis– Huidenstraat 6

Desigual – roupas muito diferentes! Na Damark.

Fame – loja de CDs – Bom para comprar os CDs do Armin Van Buuren, holandês entre os melhores Djs do Mundo. Entre outros! Também na Damark.

Sexshops – Tem vários! Bem engraçados! Mas em especial tem uma Loja só de camisinhas!! A Condomerie, Uma camisinha mais diferente que a outra. Acho que são impossiveis de usar! Se alguém conseguir, por favor me conta! Heheh
Rua Warmoesstraat 141

H& M – Conhecida por ser muito barata e roupas bacanas, tipo Zara. Na Leidsaplein

Calças jeans Diesel, True Religion, Frank Bee, você encontra na Western na Koningsplein sentido da Dam. Nesta mesma rua tem a loja da Diesel mesmo!

Neste dossiê você vai saber tudo que sempre quis perguntar e nunca teve coragem ou oportunidade. Essas dicas exclusivas  são a garantia de conhecer os melhores coffee shops da cidade! Artigo escrito por um Jurado Brasileiro paricipante da Copa do Mundo de Cannabis em Amsterdam Continue lendo »

Museumplein, ao fundo, Rijksmuseum

Nos últimos anos nossa porta de entrada e saída para nossas viagens à Europa ou Oriente tem sido Amsterdam! Depois de 8 longas estadas nos sentimos um pouco “locais” para não deixar você cair no roteiro turistão deprê e clichê: sexo, drogas e XXX! Saiba como ir e onde ficar em Amsterdam e porque sempre passamos pela cidade.

A começar pelos vôos, em especial a KLM Airlines que é sempre muito boa, pontual e um excelente custo/benefício. Vôos diários, sem pinga-pinga, e em 11 horas você já está livre para até relaxar “legalmente” num coffeeshop. (No duplo sentido heheh).

A primeira dica para curtir a cidade de Amsterdam é escolher seu hotel ou apartamento numa boa localização. Justamente porque a cidade é pequena, ficar no lugar mais cool vai transformar sua estadia numa experiência única. Uma viagem no tempo, mas um tempo que não existe! A melhor localização é próximo à praça Leidsplein, próximo ao Vondel Park.

A escolha do hotel precisa ser muito criteriosa em função da arquitetura antiga da cidade e seus canais que a circundam. Assim, não sobra muito espaço para as construções. Os prédios e casas são estreitos, grudadas umas nas outras, e um tanto “engenhosas e tortas”. Por isso, tome cuidado! Um hotel aparentemente legal, pode ter um quarto minúsculo, sem janelas ou com vista para o quarto do vizinho! Aconteceu isso conosco! Escolhemos o Tulip inn Hotel, rede razoavelmente conhecida internacionalmente, acabamos num quarto como este descrito! Sem falar que o Hotel Tulip Inn incluiu mais 700 EUROS depois que partimos!!! Como já estavámos em outro país e não tínhamos assinado, não tivemos problema para o cartão de crédito estornar a cobrança.

Então nossas Cool Tips para se hospedar na cidade são:

NH CENTRE – Atenção:  não erre! É CENTRE, não Center – Fica na rua Stadhouderskade no.7

Hotel 5 estrelas, banheiro de mármore, roupão gigante, “balcony” com vista para o parque e canais. Muito bem localizado próximo da Leidsplein, Vondel Park (mais lindo da cidade), Cassino, Van Gogh Museum  e rua mais chic para compras, P. C. Hoftstraat, http://nl.wikipedia.org/wiki/P.C._Hooftstraat. Só as lojas Top do mundo e da Holanda.

Park Hotel –  Também na rua Stadskatehould

Hotel 4 Estrelas, os quartos são um pouco menor, com estilo moderno com iluminação diferente. Janelão até o chão com vista para o canal! A proposta do hotel é ser econômico e bacana. Localiza-se “ao lado” do NH Centre, ou seja, também muito bem localizado! Confira sempre as promoções do Booking.com, pois, as vezes, o NH custa quase o mesmo, e você fica num Hotel 5 estrelas!

Apartamentos! –  Business Apartments

O Robin na nossa opinião é o mais legal com melhor preço e localização.

Follow us on Twitter

Cool Tips Cool trips

FACEBOOK Cooltips Cooltrips

Albúm de viagem