Viajar e sempre uma viagem!

E incrível como o mundo ainda hoje mantém o mesmo comportamento social.

Aqui em Amsterdam as paisagens e construções são tão antigas, datam de 1500, 1600, onde moram, trabalham pessoas de hoje… e eh tão louco, que inspirada por essa possibilidade de voltar no tempo apenas com a imaginação, hoje percebi duas situações bem interessantes, que mostram como o tempo passa, as coisas mudam, mas a conduta do ser humano continua a mesma…

1. Iconografia para destacar status social

Quando cheguei ao Bijenkorf, loja de departamento chic da Holanda, logo ao entrar já percebi uma certa diferenciação entre as marcas “normais”, que tem seus produtos expostos em prateleiras expostas e balcões no meio da loja, e as grandes Maisons como Hermes, Channel, Gucci, e Louis Vuitton, que tem lojas mesmo ali dentro da laja de departamento, com segurança “intimidando” a entrada de mortais na área acessível a poucos . Foi quando, num impulso inconsciente, puxei minha Louis Vuitton mais pra frente, como forma de  mostrar minhas credenciais ou código de acesso a esse mundo. Assim que terminei de realizar a ação, percebi o quão suscetíveis estamos a ação da iconografia como códigos de grupos sociais. Atitude tão arcaica e arraigada, depois que lutamos tanto pela liberdade!?

2. Trabalhos manuais X Intelectuais

Hoje no trem/bondinho de Amsterdam via varias pessoas, executivos e jovens, usando sem parar seus dedinhos para escrever como uma maquina em seus telefones. Hoje o mundo ‘e criado assim, comandamos e gerando idéias por meio de nossos dedos, como eu também faço agora.

O que mudou em relação ao começo da nossa existência est’a em como usávamos nossas mãos para colocar em pratica nossa inteligência em busca sobrevivência. Antes usávamos–as para caçávamos , criar e manejar armas, fazer utensílios e artesanato, plantar… E agora nos limitamos a mexer minuciosamente os dedos para escrever idéias que valem ouro e mudam o mundo num pequenino aparelho digital.

Anúncios